Democracia e movimentos da sociedade civil: arte, gênero, raça e religião – o debate em frases

43225911020_7b0aa9966e_z

O Rio de Encontros da última quinta-feira, 28 de setembro, começou de forma especial, com uma visita à exposição Democracia, Arte, Utopia, recém inaugurada no MAR. A visita foi mediada por um membro da equipe pedagógica do museu e teve a presença da curadora assistente da mostra, Fernanda Lopes, que participou como provocadora do debate realizado logo em seguida, na sala 2.2 da Escola do Olhar.

As dificuldades no acesso à arte, a relação entre política e religião e o impacto das próximas eleições foram alguns dos assuntos abordados na roda de conversa, cujo tema Democracia e movimentos da sociedade civil: arte, gênero, raça e religião, dialogava diretamente com várias questões presentes na exposição. O debate mostrou a complexidade das articulações entre aspectos aparentemente muito distintos da vida social e propôs uma reflexão crítica sobre o caráter reducionista e preconceituoso das visões generalizantes.

Além da crítica de arte e pesquisadora Fernanda Lopes, a socióloga e especialista em estudos da religião Maria das Dores Machado e a jornalista da revista Gênero e Número Lola Ferreira foram as provocadoras no debate mediado por Ilana Strozenberg.

Confira abaixo algumas das falas mais emblemáticas da roda de conversa: Continuar lendo

Anúncios

Uma briga por corações, mentes e espaço

Busca de espaço político por evangélicos incomoda elite branca católica no Brasil, defende professora Maria das Dores

43225965190_494e0141bb_z

Maria das Dores Machado vê uma semelhança inusitada entre a bancada evangélica e o movimento LGBT. Para ela, os dois grupos são forjados a partir da noção de identidade, que está em ascensão no Brasil e é decisiva para entender seus comportamentos. Provocadora do Rio de Encontros de setembro, a professora da Escola de Serviço Social da UFRJ apontou algumas razões para o fenômeno durante sua participação. Continuar lendo

Com Deus e pela igualdade

Jornalista Lola Ferreira falou sobre feminismo em igrejas evangélicas na roda de conversa

44317854894_cb2ef87e8b_z

Há lugar para feminismo dentro das igrejas evangélicas? Para Lola Ferreira, a resposta é sim e cada vez mais. Convidada do Rio de Encontros de setembro, a jornalista comentou os desafios enfrentados pelos grupos que defendem a igualdade entre homem e mulher nos templos do país. Continuar lendo

Não existe arte sem política

Crítica Fernanda Lopes comentou relação entre os universos da arte e da política no último encontro

45037097371_84c30ef8a3_z

Arte e política se misturam ou não existem separadas? Para a crítica e pesquisadora Fernanda Lopes, os dois fenômenos sempre caminham juntos e querer isolá-los é fatiar as diferentes porções que compõem o artista. Convidada da última edição do Rio de Encontros, a provocadora falou sobre essa discussão e de movimentos históricos ligados a ela. Continuar lendo

Relações da política com arte e religião e feminismo em igrejas pautam conversa de 28 de setembro

44317751324_b79bc44327_z

O Rio de Encontros do último dia 28 discutiu diferentes facetas da presença dos movimentos da sociedade civil na democracia brasileira. A relação da política com a arte, com a religião e o ativismo feminista em igrejas evangélicas foram alguns dos temas abordados nas 2h de debate.

Confira alguns dos momentos mais emblemáticos da roda de conversa: Continuar lendo

Rio de Encontros debate Democracia e movimentos da sociedade civil: arte, gênero, raça e religião na quinta (27)

IMG-20180928-WA0001.jpg

Qual tem sido o impacto dos movimentos sociais artísticos, religiosos, de gênero e raça no comportamento político da sociedade brasileira? Em que medida eles influem nos resultados eleitorais e na implementação de políticas públicas no Brasil? E como isso funciona no caso do Rio de Janeiro? Continuar lendo

Relação entre democracia e tecnologia e papel político das redes sociais pautam a conversa de 30 de agosto

Quinto Rio de Encontros em 2018 debateu “Mídia e política na era das redes sociais”
29520790117_9406dd0141_z.jpg
O debate do Rio de Encontros do último dia 30 abordou o tema “Mídia e política na era das redes sociais” sem fugir  das muitas controvérsias que levanta. A relação entre democracia e tecnologia, o papel político das redes sociais e suas consequências e outros assuntos polêmicos foram foco de uma discussão de mais de três horas entre os provocadores convidados – o cientista político José Eisenberg, o ativista Rafael Rezende e o diretor do Instituto de Tecnologia e Sociedade Sérgio Branco – e um público de cerca de 60 pessoas, com  mediação de Ilana Strozenberg, diretora acadêmica d’O Instituto.
Confira alguns dos momentos mais emblemáticos do debate:

Continuar lendo