Rio de Encontros encerra ano de atividades com tarde dedicada à arte.

Sarau “Artes do Encontro no Mar Aberto” teve participação de 10 artistas e 2h30 de duração

FOTOGRAFADO_POR_EDUARDO_BOONE_37

Uma tarde de atividades artísticas marcou o encerramento do Rio de Encontros 2018. Batizada de “Artes do Encontro no Mar Aberto” , o evento mobilizou 10 artistas e atraiu um público diversificado ao pilotis do Museu de Artes do Rio (MAR) no último dia 13. O sarau fez parte da programação do do Fórum #Maraberto, iniciativa vinculada à exposição “Arte Democracia Utopia”.

Quem esteve no local na ocasião pode presenciar a produção de retratos pela designer e artista gráfica Thais Linhares, uma batalha de MCs ao vivo comandada por Fernando Espanhol e um show de stand-up de Rodrigo Diomar, entre outras atrações. A performance “Crônica de uma performance anunciada”, de Marcelo Ostachevski, arrancou aplausos do público, que se emocionou em seguida com a poesia da Gênesis, vencedora do Slam das Minas, e a leitura pela contadora de histórias Thamires Soares de trechos do livro “Quarto de Despejo”, de Carolina Maria de Jesus. Ao fim, todos  participaram de um aulão aberto de charme comandado por Felipe Salsa.

FOTOGRAFADO_POR_EDUARDO_BOONE_60

Juventude, Democracia e Participação Política na Cidade foi o foco das seis rodas de conversa do Rio de Encontros ao longo de 2018. De acordo com Ilana Strozenberg, diretora acadêmica d’O Instituto, os debates deixaram duas grandes lições para todos os participantes. A primeira é a ideia de que só existe democracia quando as diferenças convivem e dialogam. A segunda é a de que não existe arte que não seja política.

“É a presença de iniciativas como a de vocês que dá sentido ao projeto desse museu”, agradeceu Bruna Camargo, representante do departamento educativo do MAR.

Anúncios

Atos-retratos de Thais Linhares fazem sucesso ao som da DJ Rainha Crespa

Designer e artista plástica produziu mais de 20 retatos no sarau de encerramento do Rio de Encontros 2018.

FOTOGRAFADO_POR_EDUARDO_BOONE_2

O que é você na cidade? Essa pergunta serviu de ponto de partida para a elaboração dos atos-retratos, atividade proposta pela designer Thais Linhares no sarau “Artes do Encontro no Mar Aberto”. Suas ferramentas na experiência foram foram bastões de pastel oleoso de cerca de 30 cores diferentes e folhas de papel canson colorido. Com os itens em mãos, ela iniciava uma conversa com o retratado enquanto o desenhava com traços simples, mas precisos.

Continuar lendo

Batalha de MCs comandada por Fernando Espanhol lota pilotis do MAR

Duelo entre MC Zack e Mr. Pac chamou a atenção do público na Praça Mauá

FOTOGRAFADO_POR_EDUARDO_BOONE_32

A Praça Mauá foi palco de um confronto por volta de 17h20 do último dia 13. Porém, o tiroteio de rimas figuraria melhor no caderno de cultura do que nas páginas policiais. Comandada por Fernando Espanhol, a batalha entre MC Zack e Mr.Pac fazia parte da programação do sarau “Artes do Encontro no Mar Aberto” e encheu de curiosos o pilotis do Museu de Arte do Rio. Continuar lendo

“Ninguém sabe o quanto é horrível ver um filho comer e perguntar ‘tem mais?’”

Thamires Soares emociona público com trechos de Quarto de Despejo, de Carolina de Jesus

FOTOGRAFADO_POR_EDUARDO_BOONE_54

Um texto pode se manter atual e capaz de emocionar leitores 60 anos depois de ser escrito? Se a obra em questão for “Quarto de Despejo” e a autora, Carolina Maria de Jesus, a resposta é sim. Foi isso o que provou a leitura de trechos do livro por Thamires Soares no sarau “Artes do Encontro no Mar Aberto”, realizado na tarde do último dia 13. Continuar lendo

“Crônica de uma performance anunciada” impressiona público de sarau no MAR

Com performance de teor político, Marcelo Ostachevski foi responsável pela primeira apresentação cênica da tarde.

FOTOGRAFADO_POR_EDUARDO_BOONE_48

“Não é possível pensar em arte sem pensar em política”, afirmou a crítica de arte e pesquisadora Fernanda Lopes no Rio de Encontros de setembro. No sarau “Arte do Encontro no Mar Aberto”, o ator Marcelo Ostachevski apresentou uma performance contundente que impressionou o público presente no pilotis do MAR. Continuar lendo

Gênesis apresenta a poesia que “não é brinquedo” no Artes do Encontro no Mar Aberto

Vencedora do campeonato estadual de slam poetry foi uma das atrações do sarau

FOTOGRAFADO_POR_EDUARDO_BOONE_56

Com quantos versos se faz um mundo melhor? Essa pergunta sem resposta parece ser a força que move adiante a obra de Geise Gênesis Gomes. Vencedora do campeonato estadual de slam poetry, ela foi a convidada especial da tarde. O tom da urgência de sua performance poética foram uma  presença marcante no sarau Artes do Encontro. Continuar lendo