Debate sobre educação e trabalho aborda reforma do ensino médio e relação escola-emprego

Evento teve participação de Manuel Thedim, Márcia Florêncio e Severine Macedo

Fotos_por_Audiovisual__8

Cerca de 80 pessoas compareceram ao encontro (Thiago Brito/Rio de Encontros)

A reforma do ensino médio e a relação entre escola e trabalho foram alguns dos temas abordados na quarta edição do Rio de Encontros em 2017. Com a participação de Manuel Thedim, Márcia Florêncio e Severine Macedo e mediação de Teresa Guilhon, o debate discutiu o tema “Juventude, Educação e Trabalho” durante quase três horas no último dia 17 no MAR.

Confira a seguir um resumo das discussões: Continuar lendo

Anúncios

Manuel Thedim fala sobre os desafios e transformações do mundo do trabalho

Economista participou da quarta edição do RIo de Encontros em 2017
Fotos_por_Audiovisual__12

Manuel Thedim: “No Brasil, a educação representa 40% do valor do salário” (Thiago Brito/ESPM)

A taxa de desemprego entre pessoas com idade entre 18 e 24 anos no período entre abril e junho de 2017 foi duas vezes maior do que aquela verificada na população brasileira em geral. O dado foi divulgado pelo IBGE na última quinta (17), quando o economista Manuel Thedim participou da quarta edição do Rio de Encontros 2017. O convidado falou sobre os desafios e transformações do mercado de trabalho que afetam hoje os jovens em busca de emprego. Continuar lendo

“A escola pública é fundamental”, defende Márcia Florêncio

Psicóloga defendeu o ensino público e falou sobre a importância da escola em sua formação

Fotos_por_Audiovisual__26

Márcia Florêncio: “Eu me preocupo muito em como podemos ressignificar a escola” (Thiago Brito/ESPM)

“A escola pública é fundamental, é o grande lugar de todos nós, especialmente dos negros e negras”, afirmou a psicóloga Márcia Florêncio na quarta edição do Rio de Encontros em 2017. Durante o debate no último dia 17, a convidada defendeu a instituição e falou sobre a importância dela na sua formação como cidadã. Continuar lendo

A educação só não salva

Ex-secretária nacional da juventude Severine Macedo fala sobre outros fatores importantes para entender o jovem
Fotos_por_Audiovisual__6

Severine Macedo fala na quarta edição do Rio de Encontros em 2017 (Thiago Brito/Rio de Encontros)

“A educação só não salva”. A frase sintetiza bem a participação de Severine Macedo na quarta edição do Rio de Encontros em 2017. No debate, a ex-secretária nacional da juventude defendeu que a escola não é a única janela por meio da qual se pode observar o jovem. “Ela é muito importante, um ponto central, mas precisamos olhar um pouco além da escola”, defendeu a convidada.

Continuar lendo

Juventude, educação e trabalho, segundo os integrantes do Rio de Encontros

2017_07_13_RIO_DE_ENCONTROS_1

Sala lotada na 3ª edição do Rio de Encontros em 2017 (Thiago Brito/ESPM)

Em 2016, a chance de alguém com idade entre 18 e 24 anos estar desempregado era três vezes maior do que a de um trabalhador na faixa entre 40 e 59 anos. O indicador registrado pelo IBGE é um dos números que revelam a íntima relação entre juventude, educação e trabalho, tema da próxima edição do Rio de Encontros.

Pedimos aos integrantes da turma 2017 que comentassem o assunto e surgiram observações interessantes. Confira abaixo algumas delas, que antecipam pontos que serão tratados no debate da próxima quinta (17):

Juventude, educação e trabalho são temas que me atravessam fortemente. A formação integral no ensino público me truxe inúmeros questionamentos, os quais hoje, ao cursar uma licenciatura, tenho mais condições de problematizar e projetar a respeito. Acho que, sobretudo na educação pública, para além da questão da precariedade, existe um problema cultural, que diz respeito ao pensamento sobre a educação/ensino/conhecimento, e que deixa a desejar quanto a compreensão destes enquanto parte essencial do processo humano formativo. A burocratização e obrigatoriedade acabam por conferir ao conhecimento um caráter pouco político e pouco sensível, engessado, sem condições de pensar a individualidade e singularidade. Como se tornasse a escola em um processo no qual se tem que passar irremediavelmente, para acessar o mercado de trabalho com um pouco mais de dignidade (no sentido de obter serviços com mais direitos trabalhistas).
(Fernanda Mara Campos Leite)

Uma provocação necessária é sobre os 10 anos de cota nas faculdades e o impacto no mercado de trabalho. Nas grandes empresas, estamos longe de ter uma diversidade nos mais altos cargos, por exemplo.
(Nyl)

E tem a questão de você precisar de um pedaço de papel timbrado para alcançar cargos melhores, ou até mesmo conseguir um espaço que seja na área escolhida de formação.
(Jaqueline Campos)

Rio de Encontros debate juventude, educação e trabalho no próximo dia 17

CONVITE_agosto

Em que medida a escola pública prepara os jovens para o trabalho? A educação atual leva em conta as mudanças que estão acontecendo no mercado? Qual o papel da educação informal nesse contexto? Essas e outras questões serão discutidas na 4ª edição do Rio de Encontros em 2017, que vai debater o tema “Juventude, trabalho e educação” no próximo dia 17 no Museu de Arte do Rio (MAR), a partir das 14h. Continuar lendo