O que é ser jovem no Rio de Janeiro? O debate em frases

Professora Eliane Ribeiro e cineasta Emílio Domingos foram os provocadores convidados

35207970250_b239c46121_z.jpgIlana Strozenberg realiza a fala inicial do encontro (Thiago Brito/ESPM)

O medo diante do novo, a vida na marginalidade e a importância das oportunidades foram alguns dos assuntos abordados na 2ª edição do Rio de Encontros em 2017. Com o tema O que é ser jovem no Rio de Janeiro?, o evento lotou a sala 3.3 do MAR na última quinta (22).

Mais de 70 pessoas prestigiaram o debate, que durou quase três horas. Os provocadores foram a professora da Unirio Eliane Ribeiro, especialista em educação e juventude, e o cineasta Emílio Domingos, diretor dos filmes A Batalha do Passinho e Deixa na Régua. Na conversa mediada pela jornalista Anabela Paiva, o público teve oportunidade de fazer perguntas e expressar suas opiniões livremente, em um formato que arrancou elogios da turma e dos convidados. Outra novidade foi a presença de personalidades de peso na plateia, como o professor da Universidade de Miami e especialista em culturas urbanas contemporâneas George Yúdice e a ex-secretária nacional da juventude Severine Macedo, entre outros. As fotos do evento já estão disponíveis no perfil d’O Instituto no Flickr.

Confira abaixo algumas das falas mais emblemáticas do debate:

“A relação que enxergo entre juventude e medo vem muito do meu momento atual. Percebi que não temos muitas experiências, a cobrança é grande e falta paciência”
(Fernanda Meira Leite)

“Para mim, o jovem é como um carro potente que sempre precisa de um motor de arranque, alguém para lhe dizer o que ele deve fazer”
(Leonardo Rangel)

“A maior parte dos nem-nem (jovens que não estudam nem trabalham) é formado por meninas que cuidam da casa. Os meninos ainda fazem muito menos que elas em casa em todas as classes sociais”
(Eliane Ribeiro)

“Há uma juventude que só vem à tona quando vira notícia. Precisamos saber o que essas pessoas estão propondo, o que elas têm a dizer, como sairão da invisibilidade”
(Davi Marcos)

“Às vezes, parece que o jovem é o problema. Mas a gente se estruturou em um modelo que impede que os pais consigam dar ao jovem a atenção que gostariam”
(Renata Codagan)

“Para mim, juventude é uma questão de sobrevivência na cidade. O jovem é quem faz a roda de poesia, agita o grêmio na escola, cria o passinho. Não desistir é resistir”
(Luiz Fernando Pinto)

“Para vencer no passinho, não basta saber dançar bem. Tem que saber dizer por que você é o melhor”
(Emílio Domingos)

“Somos marginais do nosso tempo. Quando eu era mais novo, dava calote no ônibus. Hoje, a molecada faz a mesma coisa no BRT. E quem é mais velho surfava nos trens”
(Nyl)

“Moro na Vila Kennedy. Lá, muitos não estudam por crer que não vão conseguir ir longe. Isso tem que acabar. Por que o jovem negro de favela não vai conseguir?”
(Emerson Christian)

“Tive um aluno negro na UFRJ que ouviu de uma professora a pergunta: ‘por que você quer fazer faculdade?’. Mudar a mentalidade de quem educa é fundamental”
(Ilana Strozenberg)

“Uma vez, Nelson Rodrigues disse a jovens: ‘envelheçam’. Tenho curiosidade do que os jovens hoje diriam aos velhos. Para mim, seria algo como ‘mantenham-se jovens'”.
(Manoel Ribeiro)

“Acho ruim essa política de pensarem os jovens só a partir de seu potencial criativo. Qual é o passo seguinte? Que projeto os políticos e a sociedade têm para os jovens?”       (Nelson Mugabe)

“Nos anos 60, a juventude eram os estudantes. Hoje, a luta da juventude é uma luta de sentido, é mostrar que suas necessidades vão muito além da questão da escola”
(Eliane Ribeiro)

“O jovem não é risco nem problema para a sociedade como o Estado acreditava. Muito menos, uma categoria ideal. Somos sujeitos com necessidades”                                (Severine Macedo)

“Juventude é bem mais diversificada daquilo que se vê em um comercial da Coca-cola. Ela não está lá na propaganda nem no foco das políticas públicas que existem”
(Emílio Domingos)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s