Projetos colaborativos e inovação urbana: Rio de Encontros em frases e fotos

re

Marco Konopacki, Luisa Rodrigues, Teresa Guilhon e Julia Zardo / Foto: Roberta Voigt

De mobilidade a segurança pública, a cidade do Rio de Janeiro clama por soluções. E não falta quem queira ajudar a resolver as muitas questões que afligem os cariocas. Em que medida as tecnologias digitais e as redes de colaboração criativa  podem contribuir para o empreendedorismo e novos modelos de produção, que articulam arte e economia, no contexto da cidade? Esta foi a provocação inicial do quinto Rio de Encontros de 2016, realizado no dia 8 de setembro.

 

Como provocadores, o evento contou com a participação de Julia Zardo, gerente do Programa de Cultura Empreendedora do Instituto Gênesis/ PUC-RIO; Luisa Rodrigues, gestora de comunicação do site de financiamento coletivo Benfeitoria; e Marco Konopacki, cientista político e coordenador de projetos de Democracia e Tecnologia do ITS Rio. A mediação ficou por conta de Teresa Guilhon, coordenadora d’O Instituto.

Para ver as fotos do encontro, CLIQUE AQUI

Confira, abaixo, algumas das falas mais marcantes do debate:

Todo ano as ruas alagam, o trânsito dá nós, as chuvas causam desastres. Os flagrantes estão à nossa vista e, ainda assim, não conseguimos dar repostas eficazes?
Marco Konopacki

Quando a gente vai conseguir a governança de baixo para cima, já que, em última instância, é isso que se quer?
Teresa Guilhon

Pensar uma cidade que aprenda e que responda passa, necessariamente, pela construção de uma relação entre poder público e o cidadão.
Marco Konopacki

Como unir todas as esferas sociais em prol de uma mudança real nas cidades e na sociedade? Só na união do coletivo a gente vai conseguir, não só no Rio, em outras cidades também.
Luisa Rodrigues

Quando comecei, há 16 anos, empreender não era uma opção de carreira, era como dizer para o pai que ia ser músico, coisa em que a família não se amarra.
Julia Zardo

As pessoas precisam se sentir empoderadas para mudar a cidade.
Luisa Rodrigues

Uma das ferramentas de empoderamento é você se entender na lógica da sustentabilidade.
Julia Zardo

Falta aos governos usar a capacidade de inteligência dos cidadãos para construir uma cidade mais organizada.
Anabela Paiva

Muitas secretarias trabalham como pequenos feudos, têm suas próprias redes e prioridades, o que têm pouco a ver com o que o cidadão espera.
Julia Michaels

Os canais existem, o problema é superar as estruturas arcaicas de poder dentro do aparelho do estado.
Marco Konopacki

A perspectiva econômica atual é nefasta, mas pode ser um bom momento para as pessoas começarem a levar seus projetos para a iniciativa privada.
Nyl MC

Pensar a política mais aberta e com a postura de incluir pessoas terá sempre um resultado melhor.
Marco Konopacki

As ações têm pouco valor e impacto se você faz sozinho.  Ações associativas têm muito valor. As iniciativas já se espalham pela cidade, tem gente fechando rua, criando eventos, ocupando  e transformando espaços.
Julia Zardo

Empreendedorismo é mais abrangente. No Morro dos Macacos, o que mais tem é empreendedor, só que muitas vezes por necessidade.
Leonardo Oliveira

O empreendedor é o cara que não espera, vai lá e faz, transforma.
Julia Zardo

A gente diz que compartilhar post é tão importante quanto alguém colaborar.
Luisa Rodrigues

As pessoas só estão juntas pelo amor. Vamos acreditar no amor.
Marco Konopacki

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s