Conexão à toda prova

A jornalista, blogueira e fotógrafa Cora Rónai / Foto Audiovisual ESPM

A jornalista, blogueira e fotógrafa Cora Rónai / Foto Audiovisual ESPM

Cora Rónai discute sobre internet e participa de redes sociais desde muito antes da popularização do termo. Primeira jornalista brasileira a ter um blog e, mais recentemente, fotógrafa de celular, amealha 200 mil seguidores no Twitter e outros 80 mil em sua página no Facebook. Sem método, ela faz questão de pontuar que sua vivência não tem limitação geográfica. Em uma conversa pessoal, ela contou histórias, relembrou fatos e contou experiências sobre a internet, defendeu afetos, reconheceu o quão soltas também circulam a desconsideração e a falta de apreço.

– Só me limito pelas fronteiras da língua. Às vezes, nem isso. Nos grupos dos quais participo, não há fronteiras, eu não sei onde estão as pessoas. A internet não tem lugar num lugar físico. Toda ideia da nuvem é de romper com os limites do espaço. Quando comecei, meus melhores amigos ficavam em outros países e, por causa dos codinomes, não sabíamos exatamente os nomes uns dos outros.

No jornal O Globo desde 1991, no qual criou o caderno de tecnologia “Info etc.”, Cora é dos tempos do Blue Box, da companhia telefônica americana ATT como recurso para discar e usar a internet, dos tempos em que grandes corporações como Xerox e IBM investiam em laboratórios de tecnologia que faziam pesquisa sem necessário uso comercial, o que hoje, ela lamenta, não existe mais.

– Hoje você quer, nas corporações, um resultado em tempo mais curto. O parque da Xerox foi criado para botar a empresa no mundo da computação. Não conseguiu, mas várias de suas invenções, como o mouse, foram aproveitadas.

A curiosidade era aguçada, mas começar a escrever não foi bem um caminho natural. Havia resistência, ela relembra a dificuldade que enfrentou, no início, pelo desconhecimento geral sobre o tema no início dos anos 1990.

– Eu dizia ‘tem uma coisa chamada computador, que está acontecendo’, e as pessoas não queriam, não sabiam.

A experiência de Cora, por sua vez, é individual.

– Nunca tive preocupação em observar como as pessoas estão usando, para que estão usando, menos do que de onde elas estão quando estão usando. Ninguém queria saber. Ei, tem uma coisa aí chamada de computador, ninguém estava interessado. Era aquela época em que a gente achava que podia ter todos os programas do mundo. Isso é começo de anos 1990.

Sobre a amizade

O paradigma mudou, mas os laços são permanentes. Segundo Cora, vivemos hoje a redefinição de conceitos e de como as amizades se estabelecem e funcionam. A solidariedade está na rede, ninguém duvide. Ainda que os desafetos sejam evidentes e, muitas vezes intransponíveis.

– O erro é achar que as amizades virtuais são menos amizades porque são virtuais. E, claro, a internet é também lugar de ódio. Tem gente que detesta as coisas, ponto.

A observação diária de Cora leva a muitas considerações. Uma delas é a de que o buyling nas redes, do qual já foi vítima, pode afastar o usuário de determinada ferramenta. Numa comparação entre o Twitter e o Facebook, ela é taxativa: enquanto um pode ser decretado como ‘morto’, pelas desvantagens que apresenta, o segundo oferece mais proteção:

– O Twitter não dá nenhuma defesa contra o discurso de ódio, porque é muito fácil ter conta falsa e há poucas ferramentas de controle. Tanto que há personalidades deixando a plataforma por conta do policiamento e das agressões. Já o Facebook tem ferramentas de proteção mais fortes, permite que você controle sua conta.

Outra constatação é de que, ao contrário da teoria que prega os seis degraus de aproximação entre você e qualquer outra pessoa no mundo também mudou. Para Cora, estamos a no máximo três ou quatro pessoas de qualquer outra no mundo. Quem quiser comprovar a tese, que experimente.

Links importantes:

internETC.
Coluna Cora Rónai no Globo
Cora no Twitter

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s