Sobre meninos, meninas e as ruas

Daniela Fi, advogada e colaboradora da Mídia Ninja: "Comparar é sempre oneroso" / Foto Marco Sobral

Daniela Fi, advogada e colaboradora da Mídia Ninja: “Comparar é sempre oneroso” / Foto Marco Sobral

Daniela Fi, como as manifestações estão se articulando? Qual o papel da mídia Ninja nesse movimento? “Não sou porta-voz de nada, está todo mundo misturado nesse processo”, adiantou a advogada que já chegou a fazer plantão para defender manifestantes presos no Rio de Janeiro.

“No início, eu era procurada para indicar pessoas. Perguntavam poxa, quem está puxando a plenária do IFCS, o Ocupa Cabral? Era sempre espinhoso. Não tem ninguém puxando especificamente”, disse.

A pauta e as lideranças são duas características muito marcantes dos movimentos atuais e sobre os quais todos têm alguma pergunta a fazer. “Está mudando tudo intensamente. O tempo ajuda a pensar e a estruturar. Pensar no calor dos acontecimentos é muito difícil”, Daniela emendou que dada a diversidade dos temas postos em debate, melhor seria não fechar uma questão única.

“Talvez a pauta aqui fosse muito mais fortemente a polícia, se a nossa conversa fosse após o episódio da Maré. Durante a JMJ, a polícia saiu do foco. Hoje estamos preocupados em discutir as mudanças estratégicas do governador e do prefeito, a imagem que eles querem vender. A gente poderia falar do papel da mídia. Dado o panorama contrastivo, comparar é sempre espinhoso e oneroso”, tangenciou ela.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s