Claudius: a imagem popular da cidadania

Claudius Ceccon é conhecido por seu trabalho como cartunista. Mas é também arquiteto e fundador de um projeto social pioneiro: o Centro de Criação de Imagem Popular (Cecip). O trabalho começou em 1986, quando ele conseguiu emplacar um projeto de educação comunitária em vídeo – algo que na época era visto como luxo, pois a ideia geral era de que “qualquer coisa servia para iniciativas populares”. Claudius imaginava que ficaria por pouco tempo na empreitada. “Mas de repente aquilo começou a fazer parte da minha pele”, conta. Assim, logo entrou no ar a TV Maxambomba, que não ia ao ar na telinha, mas sim num telão em cima de uma kombi que circulava pelas praças de Nova Iguaçu. “As pessoas passaram a se ver em situações criadas por elas. A população não é coitadinha, não precisa se ver apenas quando acontece um acidente grave, um massacre ou uma inundação. Por isso, criamos também a Câmera Aberta, onde elas podiam pegar o microfone e fazer suas colocações no telão.”

Depois de passar por altos e baixos (muito mais baixos na época do governo Collor), o Cecip coleciona boas histórias de conscientização e protagonismo. Hoje, um dos carros-chefes é a parceria com a Oi, no projeto Oi Kabum, que dá formação gratuita para 100 jovens em cursos variados, como o de web design.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s